Política

PMDB decide punir deputados que votarem contra Temer

Os deputados do partido que votarem contra o presidente poderão sofrer punições por parte do PMDB, como advertência ou até mesmo expulsão.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Na manhã desta quarta-feira (12), os dirigentes do PMDB decidiram fechar apoio ao presidente Michel Temer na denúncia de corrupção apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR). A decisão foi divulgada no Twitter pelo presidente da legenda, o senador Romero Jucá (PMDB-RR).

De acordo com o G1, os deputados do partido que votarem a favor da possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) analisar a denúncia poderão sofrer punições por parte do PMDB, como advertência ou até mesmo expulsão.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoMichel TemerMichel Temer

Segundo o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), a decisão foi tomada após ouvir muitos parlamentares e terá validade já para a votação na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ), na Câmara, onde corre o processo.

Nesta quarta, a comissão abriu sessão para discutir o relatório do deputado Sergio Zveiter, que foi apresentado na segunda-feira (10). O parecer será submetido à votação da CCJ após a fase de análise. Independentemente do resultado, porém, a denúncia seguirá para o plenário da Câmara.