Polícia

Polícia deflagra operação e prende acusados de estupro no Piauí

Até o momento cinco pessoas foram presas.

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

A Polícia Civil deflagrou a operação Proteção Integral nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (30) com o objetivo de cumprir sete mandados de prisão nas cidades de Esperantina e Morro do Chapéu, região Norte do estado.

A ação foi desencadeada, após investigações sobre a prática de crime de estupro de vulnerável contra crianças e adolescentes praticados, supostamente, por parentes e pessoas mais próximas. Até o momento cinco pessoas foram presas.

De acordo com o delegado Everton, Gerente de Polícia do Interior, as investigações iniciaram através de denúncias do conselho tutelar e de parentes das vítimas. “Depois das provas coletadas e exames de conjunção carnal para determinar ou não a presença da violência sexual, os mandados de prisão foram solicitados, pois envolvem crianças de várias idades. Então cada mandado de prisão corresponde a um inquérito diferente. Todos os acusados são pessoas muito próximas, ligadas àquelas crianças ou adolescentes”, ressaltou.

O delegado Everton relatou ainda que restam duas pessoas serem presas, mas as diligências vão continuar. “É sempre bom ressaltar que esse trabalho já vem de algum tempo, em Água Branca, por exemplo, há 15 dias promovemos as prisões de quatro pessoas, então o trabalho vai continuar em Água Branca, em Esperantina [...] O nome da operação, Proteção Integral, não é um nome qualquer, isso está dentro do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), é justamente essa junção de todos os órgãos no sentido de garantir proteção à criança e ao adolescente. Duas pessoas não foram presas e são consideradas foragidas”, completou.

As diligências estão sendo realizadas pela Delegacia de Esperantina e contam com o apoio da Gerência de Polícia do Interior (GPI) das Delegacias de Campo Maior, Pedro II, Luzilândia, José de Freitas e Batalha, além do Ministério Público do Estado e dos Conselhos Tutelares de Morro do Chapéu e de Esperantina.