Piauí - Piracuruca

Polícia encontra 66 trouxas de maconha em fossa em Piracuruca

De acordo com a Polícia Civil, Francisco das Chagas responde por homicídio.

THAIS SOUZA

- atualizado

Nesta sexta-feira (14), um casal foi preso por tráfico de drogas, na rua Vereador Francisco Castelo de Brito, localizada no bairro de Fátima, na cidade de Piracuruca. A operação teve início após a Polícia Civil ter recebido denúncias, que informavam que na residência do casal funcionava uma ‘boca de fumo’. Francisco das Chagas Lopes da Silva e Elenir da Silva Bastos foram presos em flagrante.

  • Foto: Divulgação/Polícia MilitarMaterial apreendidoMaterial apreendido

“Os policiais chegaram na delegacia por volta de meio dia, dizendo que tinham recebido informações de denúncias anônimas, que estava havendo comercialização de drogas nessa residência. Então, determinei que os policias fossem descaracterizados e dessem uma volta no local para conferir a informação. E caso constatassem os indícios de comercialização de drogas e movimentação de pessoas com características de usuários de drogas, eles tinham que entrar na casa e efetuar a prisão. Com pouco tempo, eles constataram que lá funcionava uma boca de fumo”, informou o delegado Hugo Alcântara, de Piracuruca

De acordo com o delegado, dentro da residência foi encontrado uma pequena quantidade de drogas, muito dinheiro trocado, três munições e uma balança de precisão. Durante o flagrante, os policiais escutaram uma descarga de vaso sanitário, com isso pressionaram o Francisco das Chagas para informar onde estava o resto das drogas, como o indivíduo não colaborou, os policias abriram a fossa da residência e encontraram 66 trouxas de maconha e 3 trouxas de crack.


Link do texto:

Polícia encontra 66 trouxas de maconha em fossa em Piracuruca
http://www.gp1.com.br/noticias/policia-encontra-66-trouxas-de-maconha-em-fossa-em-piracuruca-402849.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.