Brasil

Polícia Federal prende Wesley Batista da J&F em São Paulo

A ordem de prisão foi expedida pela suspeita de que ele estava usando informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro no período de divulgação da delação premiada dos executivos do grupo.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quarta-feira (13), um dos donos da J&F e diretor presidente da JBS, Wesley Batista, em São Paulo. De acordo com informações do G1, a ordem de prisão foi expedida pela 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

A ordem de prisão foi expedida pela suspeita de que ele estava usando informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro no período de divulgação da delação premiada dos executivos do grupo.

O irmão de Wesley, Joesley Batista e o executivo da empresa Ricardo Saud, foram presos no domingo (10), após o relator da Operação Lava Jato no Supremo Federal (STF), Edson Fachin, acatar os pedidos de prisão.

  • Foto: Tv GloboWesley BatistaWesley Batista

A JBS, seus controladores e outras empresas ligadas ao grupo são investigadas por uso de informação privilegiada. A JBS confirmou que comprou dólar no mercado horas antes da divulgação de que seus executivos fizeram delação premiada. O dólar disparou no dia seguinte, subindo mais de 8%, o que trouxe ganhos a empresa.

Além das operações financeiras feitas pela JBS, a polícia também investiga transações envolvendo a FB Participações, empresa que reúne os negócios da família Batista, controladora da JBS, e do Banco Original, que pertence ao mesmo grupo.

MAIS NA WEB