Polícia

Polícia prende 115 envolvidos nos atentados de São Luís

Ataques envolveram contra ônibus e prédios públicos na capital.

NAYRANA MEIRELES

  • Foto: DivulgaçãoPolícia prende envolvidos nos ataques em São LuísPolícia prende envolvidos nos ataques em São Luís

As Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros de São Luís se integraram para identificar 115 envolvidos em ataques criminosos contra ônibus e prédios públicos na capital do Maranhão. O titular da Superintendência de Investigações Criminais (Senarc), delegado Thiago Bardau afirma que ações preventivas e repressivas foram intensificadas na capital.

“Identificar e prender os envolvidos nos ataques nesse tempo, de forma rápida, só foi possível graças ao trabalho integrado que está sendo feito entre as polícias. Isso é muito importante porque uma vez que identificamos os mandantes e também quem executa, podemos agir para evitar que eles promovam novos ataques e que situações piores venham a acontecer”, afirmou.

O delegado disse ainda que um fator que colaborou bastante para identificar os criminosos foi a quantidade de informações recebidas pelo Disque-Denúncia. “Recebemos muitas denúncias tanto pelo telefone, quanto pelos nossos aplicativos, e o que a gente pede é que as pessoas continuem colaborando e evitem o compartilhamento dos boatos, se certifiquem sobre o que recebem”, afirmou o delegado.

Um dos ataques ocorreu no último dia 30, na região metropolitana de São Luís, quando ônibus foram incendiados na capital e no interior e até escolas foram queimadas pelos criminosos.  De acordo com o Jornal Pequeno, além da sala de aula, uma quadra de esportes também foi incendiada. Quatro ônibus foram totalmente queimados e mais de 10 ataques foram registrados.


Link do texto:

Polícia prende 115 envolvidos nos atentados de São Luís
http://www.gp1.com.br/noticias/policia-prende-115-envolvidos-nos-atentados-de-sao-luis-402504.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.