Piauí - Valença

Policial acusado de matar estudante está preso em Teresina

Rafael do Nascimento de Oliveira Rosa reside em Pimenteiras, no Sul do Piauí, e está em estágio probatório na Polícia Militar do Ceará.

PRISCILA CALDAS

- atualizado

O policial militar do Ceará, Rafael do Nascimento de Oliveira Rosa, acusado de ter assassinado a jovem estudante de direito, Suellen Marinheiro Lula, de 21 anos de idade, neste sábado (15), em Valença do Piauí, está preso no Quartel da Polícia Militar em Teresina, que fica localizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), na zona Sul da Capital.

Segundo o comandante da PM em Valença do Piauí, capitão Santos, Rafael do Nascimento alegou durante depoimento à Polícia Civil na cidade que após o tiro que matou Suellen Marinheiro, houve uma briga, onde roubaram a arma utilizada no crime e a carteira que ele portava os documentos pessoais.

“Ele disse que a arma e a carteira foram roubadas após o disparo, mas depois a carteira dele apareceu. Após o tiro, algumas pessoas foram para cima dele e houve um princípio de linchamento, então provavelmente foi nesse momento que a arma foi subtraída”, afirmou o capitão Santos em entrevista ao GP1.

  • Foto: Divulgação/PMRafael do Nascimento de Oliveira RosaRafael do Nascimento de Oliveira Rosa

“O policial foi preso e autuado em flagrante delito. Durante a tentativa de linchamento, ele ficou lesionado. Ontem (15) ainda houve uma especulação que o pessoal queria ir à delegacia para linchá-lo”, complementou o policial.

O capitão Santos informou também que pela condição de policial militar, Rafael do Nascimento não pode ficar preso em uma unidade prisional convencional, por isso ele foi conduzido para o presídio militar em Teresina, onde ficará temporariamente, e depois será levado para o 5º Batalhão da Polícia Militar no Ceará, que é o presídio militar daquele Estado, localizado em Fortaleza.

Ainda nesta semana, a PM do Piauí deverá entrar em contato com a PM do Ceará, a fim de fazer a transferência do policial militar. Sempre que o juiz da Comarca de Valença do Piauí solicitar, Rafael do Nascimento será levado para o município piauiense a fim de prestar depoimentos acerca do crime.

“Quando o policial militar comete algum ato com suspeita ou comprovadamente criminal durante o trabalho, o mesmo é julgado pela Justiça Militar. Como esse assassinato foi realizado enquanto o PM do Ceará estava de folga, à paisana, ele será julgado pela justiça comum”, esclareceu o capitão Santos.

O crime

  • Foto: Reprodução/Facebook/Divulgação-PMSuellen Marinheiro Lula e o policial Rafael do Nascimento, acusado de praticar o crime.Suellen Marinheiro Lula e o policial Rafael do Nascimento, acusado de praticar o crime.


Na madrugada deste sábado (15), por volta de uma hora, Rafael do Nascimento de Oliveira Rosa, lotado na 1ª Companhia do 11º Batalhão da Polícia Militar de Tauá, no Ceará, matou Suellen Marinheiro Lula dentro de uma churrascaria, que é de propriedade da família da vítima.

A Polícia Militar informou que o policial tentou adentrar o espaço da churrascaria de forma gratuita, enquanto acontecia uma festa. O disparo que atingiu a cabeça da jovem aconteceu enquanto o irmão dela tentava impedir a entrada do policial, que por sua vez, sacou a arma e atirou atingido Suellen Marinheiro.

Rafael do Nascimento reside em Pimenteiras, no Sul do Piauí, e está em estágio probatório na Polícia Militar do Ceará.


Link do texto:

Policial acusado de matar estudante está preso em Teresina
http://www.gp1.com.br/noticias/policial-acusado-de-matar-estudante-esta-preso-em-teresina-402909.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.