Piauí - Barras

Policial e servidor de prefeitura são presos na Operação Malum

A operação tem como objetivo desarticular um grupo criminoso composto por agente públicos e traficantes, que vinham praticando crimes de tráfico, corrupção ativa, passiva e associação criminosa.

THAIS SOUZA

- atualizado

Policial e servidor de Barras são presos na Operação Malum

A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas desta terça-feira (05) a Operação Malum, na região Norte do Estado. De acordo com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, até o momento, seis pessoas foram presas, dentre elas, um agente da Polícia Civil de Barras e um agente administrativo da Prefeitura de Barras. A operação tem como objetivo desarticular um grupo criminoso formado por agentes públicos e traficantes, que praticavam crimes de tráfico, corrupção ativa, passiva e associação criminosa na região norte do Piauí.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, foram cumpridos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão nas cidades de Barras, Piripiri, Piracuruca e Teresina. Os dois servidores públicos ainda não tiveram as identidades reveladas. O funcionário da Prefeitura de Barras que foi preso, trabalhava na Delegacia do município.

O delegado geral, Riedel Batista, informou que durante a operação foram apreendidos um carro, duas motocicletas e R$ 3 mil, em dinheiro. “O agente administrativo, tudo indica, que ele tirava drogas da delegacia e repassava para traficantes de Barras e de Piripiri. O policial repassava informações de investigações da delegacia”, disse.

Segundo Riedel, a polícia ainda está investigando o furto de uma arma de fogo de dentro da delegacia da cidade de Barras. “Essa arma foi utilizada na morte de um advogado que ocorreu dentro do escritório dele. A gente espera que seja esclarecido esse fato”, finalizou.

Das seis pessoas, duas foram presas em Piripiri, identificadas como Joscivania de Meneses Silva e Jocielton de Meneses Silva, ambos irmãos. Os dois indivíduos foram presos por liderar o tráfico de drogas naquela cidade.

A operação contou com apoio de mais de 150 policiais civis do Greco, Depre, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da Secretária de Segurança Pública, Gerência de Polícia do Interior, Delegacias de José de Freitas, Altos, Piripiri, Piracuruca, Pedro II, Campo Maior, Castelo do Piauí, Barras, Batalha, Esperantina, Luzilândia e 8º DP, além da Copaer e Canil da Polícia Militar do Piauí.


MAIS NA WEB