Piauí - Teresina

Ponte Estaiada fica verde em homenagem à Chapecoense

A quarta-feira foi marcada por cerimônias que reuniram milhares de pessoas na Arena Condá, palco atuações brilhantes da Chape, em Chapecó, e também em Medellín.

BRUNNO SUÊNIO

A Prefeitura de Teresina homenageou a time da Chapecoense na noite dessa quarta-feira (30) e iluminou a Ponte Estaiada com a cor verde no dia em que a equipe disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín, na Colômbia.

  • Foto: Divulgação/AscomPonte EstaiadaPonte Estaiada

A data foi marcada por cerimônias que reuniram milhares de pessoas na Arena Condá, palco atuações brilhantes da Chape, em Chapecó, e também em Medellín. Com a tragédia provocada pela queda do avião que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, os jogadores do Atlético Nacional pediram que a equipe brasileira fosse considerada campeã da Copa Sul-Americana, decisão que deverá ser tomada até o final deste mês.

  • Foto: Tarla Wolski/Estadão Conteúdo Homenagem aos jogadores e aos integrantes da comissão técnica da ChapecoenseHomenagem aos jogadores e aos integrantes da comissão técnica da Chapecoense

O acidente

O avião da empresa Lamia caiu na madrugada da última terça-feira (29), quando se aproximava do aeroporto de Medellín. No acidente, 71 pessoas morreram e outras 6 ficaram feridas e continuam internadas em hospitais da cidade.

O diálogo entre o piloto do avião e a torre de comando do aeroporto de Medellín, momentos antes da queda, revelou que a aeronave apresentou, inicialmente, insuficiência de combustível e depois uma pane elétrica, relatadas pelo comandante do voo.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Ponte Estaiada fica verde em homenagem à Chapecoense
http://www.gp1.com.br/noticias/ponte-estaiada-fica-verde-em-homenagem-a-chapecoense-405243.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.