Piauí - São Francisco do Piauí

Prefeito Antônio de Lú é denunciado ao Tribunal de Contas do PI

A denúncia foi protocolada no dia 25 de julho no Tribunal de Contas e o conselheiro Delano Carneiro da Cunha Câmara será o relator do processo.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O prefeito de São Francisco do Piauí, Antônio Martins de Carvalho, mais conhecido como Antônio de Lú (PSDB), foi denunciado ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) acusado de contratar empresa da cunhada do secretário municipal de Administração, Diego Figueredo Mendes de Carvalho. Ainda de acordo com a denúncia, a empresa não funciona no local informado.

O denunciante, que preferiu não se identificar, afirmou que a prefeitura fez licitação para aquisição de bens comuns, sendo que um lote era para carnes e frios e o segundo lote era para frutas e verduras para atender as necessidades do hospital municipal de São Francisco do Piauí.

  • Foto: Facebook/Antonio de LúAntonio de LúAntonio de Lú

No dia 3 de março deste ano foi homologada a contratação da empresa Adryely da Rocha Fontes - Sacolão Da Economia. “A proprietária da citada empresa, Adryely da Rocha Fontes, tem um filho e é casada com o irmão do secretário de Administração do Município, Mayke Figueredo Mendes de Carvalho. Ora, a proprietária da empresa é cunhada do Secretário de Administração do Município Diego Figueredo Mendes de Carvalho, fato que ofende o princípio constitucional da moralidade”, disse o denunciante.

Afirmou ainda que o local onde consta como endereço da empresa não existe nenhum estabelecimento funcionando. “Diante do exposto, requer-se o recebimento da presente denúncia, com a adoção das medidas necessárias para suspender o contrato decorrente do pregão presencial de nº 010/2017, bem como que a presente denúncia repercuta negativamente nas contas do gestor, com aplicação de multa e demais sanções”, finalizou.

A denúncia foi protocolada no dia 25 de julho no Tribunal de Contas e o conselheiro Delano Carneiro da Cunha Câmara será o relator do processo.

Ministério Público também está investigando

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu inquérito civil para investigar irregularidades na licitação que resultou na contratação da empresa Adryely da Rocha Fontes - Sacolão Da Economia. A portaria nº 030/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça Carlos Rubem Campos Reis, no dia 3 de maio.

Outro lado

Procurado na manhã deste sábado (29), o prefeito Antonio de Lú não foi localizado para comentar a denúncia. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.

Já a empresária Adryely da Rocha Fontes, ouvida anteriormente, negou as acusações: "Não existem irregularidades na empresa, não houve nenhuma irregularidade na licitação, o endereço que funciona a empresa não é o Coronel Mundico Sá, é o endereço Avenida Floriano Peixoto, em Oeiras e eu não vivo em união estável com o Mayke e eu tenho como comprovar isso, ele é meu namorado, inclusive ele mora em Belém, no Pará, outro estado e eu morro no Piauí, em Oeiras. É impossível a gente ter uma relação além de namoro à distância".

"Essa denúncia é sem fundamentação e ela é fruto de divergência política, mas nada mais do que isso", finalizou.