Piauí - Teresina

'Prêmio de consolação' não desfaz insatisfação de Firmino Paulo

O comando do partido seria também uma maneira de amenizar o desconforto causado com o lançamento de Lucy Silveira (PP) para disputa por uma vaga na Assembleia.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O deputado estadual Firmino Paulo não está satisfeito com o “prêmio de consolação”, ou melhor, com a possibilidade de assumir o comando do Diretório do PSDB do Piauí. Isso porque o comando do partido seria também uma maneira de amenizar o desconforto causado no ninho tucano com o lançamento da primeira-dama de Teresina, Lucy Silveira (PP) para disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Piauí. O “prêmio” está sendo encomendado pelo tio do parlamentar, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Firmino PauloFirmino Paulo

Mesmo estando no PP, a entrada deLucy na disputa por uma cadeira na Assembleia deve trazer prejuízos para o PSDB que poderá perder espaço na Assembleia já que a tendência natural é que as bases do prefeito apoiem a candidatura da primeira-dama dos teresinenses. Com essa situação, o maior prejudicado seria Firmino Paulo que contou com a ajuda fundamental do tio para se eleger.

À imprensa, Firmino Filho chegou a declarar que seria natural o sobrinho assumir o diretório tucano, uma vez que, existe um rodízio dos deputados que já comandaram o partido, que hoje é gerido pelo deputado estadual Marden Menezes. O certo é que o “prêmio de consolação”, não desfez a cara de insatisfação de Firmino Paulo que segue ciente que a próximo eleição não será fácil para o PSDB, sobretudo, para ele.