Piauí - Picos

Presidente da Câmara de Picos critica oposição por faltar reuniões

Hugo Victor acusou a oposição de querer apenas “jogar para plateia”, ausentando-se das discussões em torno de temas relevantes.

- atualizado

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (PMDB), acusou a bancada de oposição ao prefeito Padre José Walmir de Lima (PT), de querer apenas “jogar para a plateia”. Isso porque faz críticas ao gestor, mas ausenta-se das reuniões e das discussões em torno de temas relevantes.

  • Foto: Divulgação/AscomOposição não comparece a reunião com técnicos das FinançasOposição não comparece a reunião com técnicos das Finanças

Segundo Hugo Victor, os vereadores da oposição encabeçados por Antônio Afonso Guimarães Santos Júnior, o Afonsinho (PP), cobraram a presença do secretário municipal de Trânsito, Edilberto Cirilo de Sousa, para se explicar. No entanto, o gestor veio ao Gabinete da Presidência da casa na manhã da última terça-feira, 5, e nenhum dos representantes da oposição compareceu.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Presidente da câmara denuncia ausência da oposição nas reuniões técnicasPresidente da câmara denuncia ausência da oposição nas reuniões técnicas

Hugo Victor lembrou ainda que na tarde da última terça-feira, 5, aconteceu mais uma reunião no gabinete da presidência e, mesmo convidados, nenhum dos vereadores da oposição se fez presente para debater os assuntos em pauta.

“Mais uma reunião com técnicos da secretaria municipal de Finanças para tratar sobre os projetos de lei encaminhados a esta casa, com pedido de urgência, e ninguém da oposição apareceu” – denunciou o presidente da Câmara de Picos, Hugo Victor”.

Diante da ausência da bancada de oposição, os vereadores da base aliada se reuniram e discutiram os projetos de lei enviados pelo Executivo, que terminaram sendo aprovados em duas votações realizadas nas sessões da última quarta-feira, 6.

Oposição

A bancada de oposição ao prefeito Padre Walmir iniciou o ano com oito vereadores, mas, ao longo dos últimos meses foi diminuindo e atualmente são apenas cinco. Raimundo Nunes Ibiapino, o Renato (PRP); Valdívia Santos (PRP), Antônio Afonso Santos Guimarães Júnior, o Afonsinho (PP), Antônio Marcos Gonçalves Nunes, o Toinho de Chicá (PP) e João Bosco de Medeiros (PPS).

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB