Polícia

Preso pelo Greco integrava grupo que tentou roubar banco em SP

Marcos Paulo Chini foi preso em novembro de 2015 pela Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), sob suspeita de participação em roubo a banco.

THAIS GUIMARÃES

- atualizado

Um dos 16 homens presos em São Paulo (SP), sob acusação de planejar o que seria o maior roubo a banco da história do país, já havia sido preso em Teresina em novembro de 2015, pela Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Trata-se de Marcos Paulo Chini.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilMarcos Paulo ChiniMarcos Paulo Chini

Marcos Paulo foi preso no dia 08 de novembro no Aeroporto de Teresina, sob suspeita de participação em um assalto a uma agencia da Caixa Econômica Federal no município de Bacabal (MA).

O crime em Bacabal ocorreu no dia 06 de novembro, quando um grupo invadiu o banco no período da noite, realizou o roubo e, ao sair, efetuou disparos contra as portas de vidro, assustando clientes que lá se encontravam. O bando fugiu em um veículo, que foi abandonado e incendiado posteriormente.

Em São Paulo, Marcos Paulo foi preso junto de mais 15 pessoas em uma residência que, supostamente, servia de ponto de apoio ao grupo, que estava cavando um túnel que levaria ao cofre principal da agência do Banco do Brasil na Chácara Santo Antônio, zona sul da capital paulista, e pretendia fazer um roubo bilionário.

MAIS NA WEB