Piauí - Juazeiro do Piauí

Procurador investiga gestão do ex-prefeito Tonho Veríssimo

Relatório de Demandas Externas da Controladoria Geral da União (CGU) informou que foram constatadas possíveis irregularidades na aplicação de recursos federais no município de Juazeiro do Piauí.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Aplicações de recursos federais realizados pelo ex-prefeito de Juazeiro do Piauí, Antônio José de Oliveira (PT), mais conhecido como “Tonho Veríssimo”, são alvo de investigação do Ministério Público Federal (MPF), após instauração de inquérito civil pelo procurador da república Israel Gonçalves Santos Silva.

O procurador explica na portaria de nº 63, de 17 de abril, que no ano de 2016 foi aberto um procedimento administrativo após Relatório de Demandas Externas da Controladoria Geral da União (CGU) informar que foram constatadas possíveis irregularidades na aplicação de recursos federais no município de Juazeiro do Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Israel Gonçalves,Procurador Regional EleitoralIsrael Gonçalves

As irregularidades seriam referentes aos Termos de Compromisso TC PAC 29911/2014, TC PAC 29912/2014 e TC PAC 29910/2014, celebrados entre a prefeitura de Juazeiro do Piauí e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Como existe a necessidade de continuar investigando o caso, o procurador Israel decidiu converter o procedimento preparatório em inquérito civil.

“É função institucional zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados na Constituição Federal, promovendo as medidas necessárias à sua garantia, bem como promover o inquérito civil e a ação civil pública, para a proteção do patrimônio público e social, da probidade administrativa e de outros interesses difusos e coletivos”, afirmou o procurador na portaria.

Outro lado

Procurado pelo GP1 nesta quarta-feira (17), o ex-prefeito não foi localizado para comentar a investigação.