Enviar por e-mail

Enviar notícia por e-mail
Exemplo: nome@example.com. Para enviar para mais de uma pessoa, separe os endereços por vírgulas
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Os comentários serão incluídos na mensagem

Comunicar erros

Comunicar erro na notícia
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Descreva o que há de errado com esta notícia
04/05/2012 - 17h59
Tráfico de drogas

Professora usava filho de seis meses para traficar drogas em Goiás, diz polícia

Mulher é suspeita de integrar grupo preso nesta sexta-feira (4).

Uma professora da rede municipal de ensino de Goiânia foi apresentada pela Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (4), suspeita de integrar uma quadrilha que comandava um esquema de tráfico de drogas. De acordo com o delegado da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Alécio Moreira, a mulher utilizava o marido e o irmão para auxiliá-la nas vendas e, o filho dela de apenas seis meses, era usado para disfarçar a ação.

“O que mais nos surpreendeu durante a prisão da professora foi saber que ela utilizava o bebê para fazer a entrega da droga. A mulher e o marido saiam de casa com a criança para disfarçar o crime. Com o filho nos braços, a intenção era despistar a polícia”, afirma o delegado Moreira.

Além da educadora, durante a ação da Polícia Civil, mais cinco pessoas foram detidas e encaminhadas para a Denarc suspeitas de serem os comparsas dela. Segundo o delegado Alécio Moreira, as investigações foram intensas até identificar os integrantes do bando. “Depois de três meses, conseguimos chegar a um dos principais suspeitos do esquema, que provavelmente era comandado por um detento da Penitenciária Odenir Guimarães”, explica.

Com o grupo, a polícia encontrou 4 kg de pasta base, seis veículos, mais de R$ 2,6 mil em dinheiro, uma prensa utilizada para embalar entorpecentes, duas balanças, 18 munições, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38.

A polícia afirma que eles não vendiam drogas para usuários, somente para pequenos traficantes recebiam os entorpecentes. Segundo o delegado Alécio Moreira, os suspeitos irão continuar presos na Denarc até decisão da Justiça.


Fonte: G1

Keywords: goiânia, tráfico de drogas, denarc, alécio moreira


Saiba mais sobre Notícias do Brasil
Avalie:
Média de avaliações:
0 votos
Comente esta reportagem
Comentário
Escreva aqui seu comentário
De onde você é?
Escolha um Estado
Escolha sua Cidade
Quem é você?
Informe o seu Nome
Informe o seu E-mail!

Comentários (0)

  • Não há comentários nesta notícia

tempo real


Publicidade