Piauí - Teresina

Professores passam por curso de capacitação em Teresina

O encontro aconteceu através de uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) no Centro de Formação Odilon Nunes.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Educadores da rede de ensino da rede pública de Teresina participaram na manhã desta segunda-feira (15) de uma capacitação com o objetivo de ajudar os profissionais a identificarem alunos que possuem problemas de visão e audição. O encontro aconteceu através de uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) no Centro de Formação Odilon Nunes.

  • Foto: Bárbara Rodrigues/GP1Público presentePúblico presente na capacitação

A gerente de Assistência ao Educando da Semec, Madalena Leal, afirmou ao GP1 que nessa primeira etapa, cerca de 14 mil alunos, entre 5 a 6 anos, vão passar pela triagem que será realizada pelos profissionais da educação que acompanham diariamente esses estudantes e conseguem identificar as dificuldades.

“São crianças que estão em processo de alfabetização, em início da idade escolar que porventura apresentam alguma deficiência na parte visual e auditiva. Então esse programa é desenvolvido por etapas e a primeira é justamente a capacitação dos profissionais das escolas que estão no dia a dia com os alunos, que conseguem visualizar e identificar. Os profissionais da Fundação estão capacitando esses profissionais para que eles consigam fazer essa triagem nas escolas”, disse.

  • Foto: Bárbara Rodrigues/GP1Madalena LealMadalena Leal

Quando os professores identificarem os alunos que possuem alguma dificuldade, a família será avisada e uma consulta será marcada. “Identificando esses alunos com alguma dificuldade, que os educadores observam que é por conta de audição e visão, essas crianças serão encaminhadas para um consultório dentro da Universidade Federal do Piauí e lá vão ser atendidos por profissionais do Hospital Universitário. Sendo confirmada alguma dificuldade, lá mesmo já sai com óculos. Se for uma questão de audição, o caso será encaminhado para a central de regulamentação”, explicou Madalena.

Vários educadores compareceram ao encontro que teve palestra ministrada por profissionais da saúde. A secretária Mirian Lemos, da creche Tia Helena Medeiros, afirmou que a inciativa é bastante positiva.

“Acho que essa é uma iniciativa bastante valiosa. Ás vezes os pais não percebem certa dificuldade de um filho, que a criança tem dor de cabeça, ou que não estão enxergando ou ouvindo bem. Então nós conseguimos identificar muito mais essas dificuldades, então acho que tudo isso é muito válido”, afirmou.

  • Foto: Bárbara Rodrigues/GP1mirian LemosMirian Lemos
  • Foto: Bárbara Rodrigues/GP1Educadores se registram para palestra Educadores se registram para palestra
  • Foto: Bárbara Rodrigues/GP1Palestra foi realizada no centro Odilon NunesPalestra foi realizada no Centro Odilon Nunes