Piauí - Teresina

Projeto de teatro é desenvolvido na Penitenciária Irmão Guido

A meta é que a primeira apresentação do grupo de 15 pessoas seja realizada no Theatro 4 de Setembro.

THAIS SOUZA

- atualizado

A Penitenciária Irmão Guido, com o apoio da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) está desenvolvendo um projeto chamado “Espelho da Realidade”, que tem como objetivo trabalhar o processo de ressocialização junto aos detentos do sistema prisional por meio do teatro. Desde 2015, a secretaria desenvolve o projeto Mulheres de Aço e de Flores, na Penitenciária Feminina da capital, onde 82 detentas da unidade penal participam das oficinas de dramaturgia.

  • Foto: DivulgaçãoProjeto Espelho da RealidadeProjeto Espelho da Realidade

Na Penitenciária Irmão Guido, são 15 detentos participantes que estão finalizando a preparação para apresentar a primeira peça teatral desenvolvida pelo grupo. A peça denominada como “O Último Julgamento”, que traz aspectos da vida dos internos e propõe um debate com a sociedade acerca do cárcere.

Segundo o ator e coordenador do projeto, Valdsom Braga, a meta é que a primeira apresentação seja realizada no Theatro 4 de Setembro. “Descobrimos talentos incríveis entre os detentos, que estão se aprofundando no roteiro”, pontua Valdson.

  • Foto: DivulgaçãoProjeto de ressocialização Projeto de ressocialização

“São ações como estas que proporcionam uma transformação na vida das pessoas em privação de liberdade. O trabalho contínuo desenvolvido no amparo psicossocial permite a construção da cidadania, onde não há espaço para a violência”, informou Daniel Oliveira, secretário de Estado da Justiça.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Secretário de Justiça, Daniel OliveiraSecretário de Justiça, Daniel Oliveira
Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Projeto de teatro é desenvolvido na Penitenciária Irmão Guido
http://www.gp1.com.br/noticias/projeto-de-teatro-e-desenvolvido-na-penitenciaria-irmao-guido-402312.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.