Piauí - Teresina

Promotor de Justiça investiga denúncia contra o HUT

Informa que recebeu a informação de óbito de alguns desses pacientes que não foram avaliados e não receberam a atenção devida do HUT.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O Ministério Público Estadual instaurou procedimento preparatório de inquérito civil para investigar denúncia contra o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) sobre a falta de atendimento a pacientes do interior do Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1HUTHUT

O caso será investigado pelo promotor Eny Marcos Vieira Pontes, da 29ª Promotoria de Justiça, que informou na portaria de nº 049/2016, de 29 de setembro, que recebeu denúncia pedindo providências quanto ao não acolhimento por parte do Hospital de Urgências de pacientes oriundos do interior do Piauí que foram apontados pela Central de Regulamentação de Internação Hospitalar como urgência.

Informa que recebeu a informação de óbito de alguns desses pacientes que não foram avaliados e não receberam a atenção devida do HUT. “O Ministério Público tem o dever de adotar medidas frente à vulnerabilidade da saúde, visando sempre proteger a população e melhorar as condições de saúde pública”, explicou o promotor.

Foi determinada a notificação do diretor do HUT, Gilberto Albuquerque, e da presidente da Fundação Hospitalar de Teresina, Fátima Carvalho Garcez de Oliveira, para apresentem suas explicações, justificativas e providências sobre o caso.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Diretor do Hospital de Urgências de Teresina, Gilberto AlbuquerqueDiretor do Hospital de Urgências de Teresina, Gilberto Albuquerque

Outro lado

Procurado, Gilberto Alburquerque não foi localizado para comentar o caso.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Promotor de Justiça investiga denúncia contra o HUT
http://www.gp1.com.br/noticias/promotor-de-justica-investiga-denuncia-contra-o-hut-402527.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.