Piauí - Esperantina

Promotor investiga irregularidades na Delegacia de Esperantina

A portaria nº 001/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça Raimundo N. Ribeiro Martins Júnior, no dia 3 de março deste ano.

RAISA BRITO

- atualizado

O Ministério Público do Estado instaurou procedimento administrativo para investigar  deficiências e/ou irregularidades constatadas nas visitas técnicas na Delegacia de Polícia de Esperantina. A portaria nº 001/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça Raimundo N. Ribeiro Martins Júnior, no dia 3 de março deste ano.

Para abrir o procedimento, o promotor considerou as duas visitas técnicas realizadas durante o ano de 2016, em que foram constatadas deficiências estruturais nas celas e de pessoal, bem como de materiais, denotando uma precária condição de trabalho, bem como dificuldades na obtenção dos dados e informações exigidos pelo Conselho Nacional do Ministério Público, o que se reputou a falhas tanto no manuseio quanto nos próprios sistemas SisPROCEP e SisBO, da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí.

Considerou também a grande quantidade de veículos apreendidos e depositados no pátio da Delegacia Regional de Esperantina, bem como o precário estado da estrutura física da Unidade Policial.

O promotor determinou envio de ofícios ao Secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, e à Delegacia Regional de Esperantina, através da Autoridade Policial competente, anexando-se cópia da presente portaria, a fim de dar conhecimento da instauração do procedimento.

Outro lado

Procurado pelo GP1 na tarde desta segunda-feira (20), a assessoria de comunicação da secretaria de Segurança Pública informou que só poderia emitir um posicionamento na terça-feira (21).

MAIS NA WEB