Piauí - Teresina

Promotor investiga redução de profissionais de enfermagem no HUT

Ele ainda determinou que o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Sílvio Mendes de Oliveira Filho, seja notificado sobre a investigação e solicitou informações e providência acerca dessa situação.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O promotor Eny Marcos Vieira Pontes, do Ministério Público do Estado do Piauí, instaurou um procedimento preparatório de inquérito civil público com o objetivo de investigar irregularidades no Hospital de Urgências de Teresina (HUT).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital de Urgências de Teresina (HUT)Hospital de Urgências de Teresina (HUT)

Na portaria de nº 40/2017, de 2 de outubro, o promotor esclareceu que recebeu uma representação informando e solicitando providências quanto a redução de profissionais de enfermagem nas escalas no Hospital de Urgências de Teresina, que é de responsabilidade da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Segundo o promotor, “o Ministério Público tem o dever de adotar medidas frente à vulnerabilidade da saúde, visando sempre proteger a população e melhorar as condições da saúde pública”.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Promotor de Justiça  Eny Marcos PontesPromotor de Justiça Eny Marcos Pontes

Ele ainda determinou que o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Sílvio Mendes de Oliveira Filho, seja notificado sobre a investigação e solicitou informações e providências acerca dessa situação nos hospital. Eny Marcos destacou que é “obrigação do município em organizar as ações e serviços de saúde, sendo responsabilidade deste a execução dessas ações e serviços públicos de saúde”.

Outro lado

OGP1entrou em contato com a assessoria de imprensa da Fundação Municipal de Saúde que disse não ter sido informada sobre o caso.

Mais conteúdo sobre: