Piauí - Jaicós

Promotora investiga irregularidades em teste seletivo de Jaicós

A portaria nº 002/2017 foi assinada pela promotora de Justiça, Ednolia Evangelista de Almeida, na última quarta-feira (02).

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu procedimento administrativo para investigar irregularidades no teste seletivo da prefeitura de Jaicós. A portaria nº 002/2017 foi assinada pela promotora de Justiça, Ednolia Evangelista de Almeida, na última quarta-feira (02).

O objetivo é acompanhar e apurar possíveis irregularidades ocorridas desde a publicação de edital para preenchimento do quadro provisório de vagas do município de Jaicós, até a finalização do certame acaso ocorrido e seus desdobramentos.

Segundo a portaria, no dia 24 de julho, foi publicado o Edital n° 001/2017, referente ao Teste Seletivo Simplificado que será destinado ao provimento temporário de cargos vagos existentes no âmbito das Secretarias Municipais de Administração, Assistência Social, Educação e Saúde do Município de Jaicós.

A promotora determinou envio de ofício ao prefeito municipal de Jaicós, Ogilvan da Silva Oliveira, a fim de que preste esclarecimentos, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias, acerca da presença de excepcional interesse público para realização do teste, bem como da previsão legal das pretensas hipóteses de contratação temporária, encaminhando, no lapso temporal indicado, a Lei Municipal que outorga a contratação temporária e os demais documentos hábeis a justificar a resposta.

Outro lado

Procurado, na tarde desta segunda-feira (07), o prefeito Ogilvan da Silva Oliveira, o Nenen de Edite, não foi localizado para comentar a investigação. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.