Piauí - Betânia do Piauí

Promotora investiga prefeitura de Betânia do Piauí

Emmanuelle Martins afirma ter notícias de que em diversos municípios do Estado do Piauí vem ocorrendo o descumprimento do calendário escolar.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

A promotora Emmanuelle Martins Neiva instaurou, no dia 19 de novembro, um procedimento preparatório de inquérito civil para investigar se a prefeitura de Betânia do Piauí, na gestão de José Evangelista da Rocha, mais conhecido como "Zé Filho”, está cumprindo com a carga horária de ensino para os alunos.

Emmanuelle Martins afirma ter notícias de que em diversos municípios do Estado do Piauí vem ocorrendo o descumprimento do calendário escolar, e que a “antecipação do término do ano letivo e, por consequência, o não cumprimento da carga horária mínima de aula a ser ofertada ao aluno estabelecida na Lei de Diretrizes e Bases da Educação acarretará prejuízo aos alunos, que não terão acesso ao conteúdo das disciplinas”.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ministério PúblicoMinistério Público

Com necessidade de saber se a prefeitura de Betânia do Piauí está cumprindo com as exigências, ela instaurou o inquérito e ainda determinou que o prefeito Zé Filho seja notificado para que em um prazo de 10 dias se manifeste sobre o caso.

Ela ainda expediu recomendação determinando que o prefeito cumpra a determinação legal de ofertar aos alunos da rede municipal de ensino a carga horária mínima de 800 horas, distribuída em pelo menos 200 dias letivos. O procedimento instaurado terá 90 dias para ser concluído.


Link do texto:

Promotora investiga prefeitura de Betânia do Piauí
http://www.gp1.com.br/noticias/promotora-investiga-prefeitura-de-betania-do-piaui-404702.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.