Piauí - Teresina

PRP quer assumir secretaria na prefeitura de Teresina

"O PRP conseguiu um ótimo desempenho nestas eleições, pois além de compor a base e apoiar a reeleição do prefeito Firmino Filho, nós fizemos dois vereadores em Teresina", disse o presidente do PRP.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O presidente do PRP do Piauí, Laecio Borges, disse ao GP1, nesta sexta-feira (07), que o partido deve ocupar uma secretaria na administração do prefeito Firmino Filho (PSDB), que foi reeleito no último domingo (02). Laecio ressaltou o bom desempenho na legenda nas eleições de Teresina quando conseguiu fazer dois vereadores para a Câmara Municipal.

“Com certeza vamos buscar espaços na administração do prefeito. Essa é a tendência. O PRP conseguiu um ótimo desempenho nestas eleições, pois além de compor a base e apoiar a reeleição do prefeito Firmino Filho, nós fizemos dois vereadores em Teresina, ou seja, bons resultados”, destacou Borges.

  • Foto: Priscila Caldas/GP1Laercio Borges Laercio Borges

Quando questionado que pasta o partido iria reivindicar, Laécio Borges disse que a linha do partido é voltada para o empreendedorismo e desenvolvimento. “Por isso, seria uma pasta nesse segmento, voltada para esses setores. Mas, vamos discutir e analisar o assunto com o prefeito Firmino Filho”, disse.

O presidente do PRP, ressaltou ainda o interesse do vereador eleito, Joaquim do Arroz, de colocar o nome à disposição para disputar a presidência da Câmara Municipal.

“O Joaquim já nos procurou e disse que está querendo disputar a presidência da Câmara. A meta é ter o apoio dos vereadores novatos. Inclusive, já estamos conversando com o PEN que também conseguiu duas vagas”, adiantou.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

PRP quer assumir secretaria na prefeitura de Teresina
http://www.gp1.com.br/noticias/prp-quer-assumir-secretaria-na-prefeitura-de-teresina-402455.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.