Política

PSD do Piauí decide hoje se vai seguir com Wellington em 2018

Dois pontos serão colocados à mesa: o cargo que cada membro pretende disputar no próximo ano e o pedido de consulta para saber a opinião dos principais correligionários quanto ao destino da sigla.

GERMANA CHAVES

- atualizado

A Executiva do PSD do Piauí se reunirá na manhã desta segunda-feira (11) na sede do partido, localizado na zona leste de Teresina. Na oportunidade, serão expostas todas as insatisfações sobre a condução da legenda, sobretudo, com vistas às eleições de 2018.

Um dos principais nomes da legenda, o deputado estadual Dr. Pessoa, sem dúvidas, será um dos que mais farão ponderações, pois nunca escondeu a insatisfação com o tratamento dispensado a ele pela direção da legenda, comanda pelo deputado federal Júlio César Lima.

  • Foto: Germana Chaves/GP1Bancada do psdBancada do PSD

Dois pontos serão colocados à mesa: o cargo que cada membro pretende disputar no próximo ano e o pedido de consulta para saber a opinião dos principais correligionários do PSD quanto ao destino da sigla no próximo pleito – se segue alinhado ao Governo Wellington Dias (PT) ou se lança candidatura própria. Esta última alternativa se tornou palpável depois que Dr. Pessoa passou a ser colocado como um nome em potencial para as disputas majoritárias, seja ao governo, vice ou Senado Federal, inclusive, bem posicionado em pesquisas que analisam esses cenários.

Em uma disputa para deputado federal, senador, vice-governador ou governador, se for concorrer a um desses cargos, Dr. Pessoa não aceitará outro nome do PSD disputando com ele a mesma vaga.

O deputado estadual vai exigir apoio integral a ele, diferente do que ocorreu nas eleições de 2016, quando concorreu à Prefeitura de Teresina e reclamou da falta de apoio do próprio partido. Na ocasião, Dr. Pessoa obteve uma votação estrondosa com mais de 170 mil votos dos teresinenses.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB