Política

PSDB do Piauí pretende 'enterrar' duas frustrações políticas

A primeira é o fato de não conseguir êxito em disputas pelo Governo do Estado e a segunda, é o baixo rendimento na busca por espaços na Câmara Federal.

GERMANA CHAVES

- atualizado

OPSDB do Piauícarrega duas “frustações”: a primeira é o fato de não conseguir êxito em disputas pelo Governo do Estado e a segunda, é o baixo rendimento na busca por espaços na Câmara Federal. Mas, no que depender das principais lideranças tucanas essa realidade será mudada nas eleições de 2018.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Firmino FilhoPrefeito Firmino Filho

A ideia da bancada do PSDB é apresentar nomes competitivos para assegurar, pelo menos, uma cadeira na Câmara e dentro desse cenário vem tomando força a possibilidade de deslocar um dos três deputados estaduais do partido para concorrer na esfera federal. Nos bastidores, corre que os parlamentares Firmino Paulo e Luciano Nunes, se encaixariam perfeitamente nessa estratégia.

Contudo, existe um temor declarado dos dois deputados, sobretudo, da parte de Luciano que tem chances claras de conseguir se reeleger. Por isso, aventurar em outra esfera poderia lhe render o prejuízo de ficar sem mandato. No caso de Firmino Paulo, a ideia primeira é que ele siga mesmo na Assembleia Legislativa, mesmo com as especulações acerca de seu nome.

No plano majoritário, tem tomado corpo a possibilidade de o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) ser candidatar ao Palácio de Karnak no próximo ano. Embora o chefe dos teresinenses negue, mas, a oposição não tem dado ouvidos as declarações de Firmino, tanto que o tem acionado para os diálogos acerca das estratégias oposicionistas, as quais ele está inserido.

Na semana passada, o chefe do Palácio da Cidade almoçou com os ex-governador Wilson Nunes Martins (PSB) e com o deputado estadual Robert Rios Magalhães, dois opositores declarados do Governo do PT.