Política

PSDB faz reunião para discutir apoio ao Governo Temer

O encontro acontece após Temer ter sido denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pelo crime de corrupção passiva.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

A cúpula do PSDB se reunirá, na noite desta segunda-feira (10), em São Paulo para decidir se mantém ou não o apoio ao governo de Michel Temer (PMDB). A reunião será às 19h30 no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo. O encontro acontece após Temer ter sido denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pelo crime de corrupção passiva.

O prefeito da cidade de São Paulo, João Doria e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso confirmaram presença na reunião. Também deverão participar do encontro deputados e senadores do PSDB.

  • Foto: Felipe Rau/Estadão ConteúdoGeraldo Alckmin e Michel TemerGeraldo Alckmin e Michel Temer

De acordo com o G1, o Palácio dos Bandeirantes é a residência oficial do governador de São Paulo e o encontro estaria sendo articulado pelo governador Geraldo Alckmin. Porém, a assessoria de imprensa de Alckmin não confirma oficialmente a realização do evento e afirma que eventos partidários são atividade particular e não relacionadas ao governo estadual.

O presidente em exercício do partido, Tasso Jereissati, também estará presente no encontro. Outro que também estará presente no encontro é o deputado federal pelo PSDB Ricardo Tripoli, que está em São Paulo desde sexta-feira (7). Ele só retornará a Brasília na manhã de terça-feira (11), informou a assessoria de imprensa.

No domingo (9),Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que não há "nenhuma razão" para que o PSDB permaneça na base do governo do presidente Michel Temer após a definição do andamento das reformas trabalhista, previdenciária e política.


MAIS NA WEB