Maranhão - Timon

Ramon Alves denuncia vandalismo contra ônibus da Timon City

Ainda segundo Ramon, o problema é que os empresários das empresas de ônibus da capital piauiense não aceitam as melhorias que a empresa faz em sua frota.

DÉBORA DAYLLIN

- atualizado

Quatro ônibus da empresa Timon City foram depredados na manhã dessa terça-feira, deixando um motorista ferido após o anúncio que a empresa passará a aceitar cartão de crédito/débito para pagamento da tarifa de ônibus.

De acordo com informações do proprietário da Timon City, Ramon Alves, na manhã de ontem, pessoas andavam em motocicletas jogando pedras nos ônibus da empresa. “É uma organização criminosa que se chama sindicato dos motoristas de ônibus. Uns motoqueiros andavam tanto em Teresina, como em Timon, atacando nossos carros, jogando pedras, machucaram um dos nossos motoristas, mas ele já passa bem. Foram quatro veículos atingidos e ainda por cima o pessoal desse sindicato levou um carro nosso a força lá para a câmara dos vereadores, o motorista não queria ir, porém rasgaram o pneu do ônibus e tudo”, relatou Ramon.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ramon Alves, proprietário da Timon CityRamon Alves, proprietário da Timon City

Ainda segundo Ramon, o problema é que os empresários das empresas de ônibus da capital piauiense não aceitam as melhorias que a empresa faz em sua frota.

“Os empresários de Teresina não aceitam a Timon City de forma alguma, porque a gente botou ar-condicionado, roda com uma tarifa mais barata e agora aceita cartão de crédito para pagar passagem, e isso fere os interesses deles, eles usam o sindicato, que mostra uma coisa a população, mas o que ocorre é que os empresários e eles estão de conchave, nosso interesse com as melhorias é apenas dar mais comodidade ao usuário, a nossa empresa é um comércio como qualquer outro, e em todo lugar está aceitando cartão hoje em dia”, afirmou o empresário.

Ramon denuncia ainda que os sindicalistas usaram o movimento de paralisação dos ônibus que houve ontem em Teresina para depredarem sua frota e passarem despercebidos. “Só nossa frota foi atingida, o movimento era deles (sindicato) e nenhum carro foi depredado, somente o nosso, quer dizer, foi uma coisa arquitetada para de manhã cedo atacar a Timon City, aproveitando a mobilização, mas estamos investigando e esperando a resposta da polícia”, finalizou.

Veja abaixo vídeo que registrou alguns veículos da frota depredados.

Mais conteúdo sobre: