Política

Relator libera para julgamento ação sobre chapa Dilma-Temer

Caberá agora ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, marcar a data para análise do processo no plenário do TSE.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O ministro German Benjamin liberou para julgamento nesta segunda-feira (15), a ação que tenta cassar a chapa formada pelo presidente Michel Temer e pela ex-presidente Dilma Rousseff no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com informações do G1, caberá agora ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, marcar a data para análise do processo no plenário do TSE, que é composto por sete ministros. Além das alegações finais pelas partes, também já foi juntado ao processo o parecer final do Ministério Público, que pede a cassação do mandado de Temer e a ilegibilidade de Dilma por oito anos.

  • Foto: FramePhoto/Estadão ConteúdoTemer e DilmaTemer e Dilma

O relator do caso, Benjamin, compôs um novo relatório, levando em conta novos depoimentos prestados pelo ministro Guido Mantega e pelo casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura. A ação contra a chapa Dilma-Temer é de autoria do PSDB e começou a ser julgada no início de abril, mas foi interrompida para a realização de mais depoimentos.

A acusação aponta que houve abuso de poder político e econômico na disputa com uso de recursos desviados para Petrobras. A defesa de Dilma argumenta que as doações para a campanha foram aprovadas pelo próprio TSE. Já a defesa de Temer alega que ele não teve participação na captação de recursos e pede separação de condutas, livrando-o da punição de perda de mandato.


MAIS NA WEB