Brasil

Saiba como reaproveitar material escolar usado no ano passado

Tão difícil quanto se movimentar nas lojas que vendem material escolar é fazer as compras com economia.

G1

- atualizado

Os alunos começam o novo ano letivo essa semana na maioria das escolas brasileiras. Mas os pais ainda estão na correria para comprar o material escolar.

Pesquisar e comparar preços é sempre a principal dica. E saiba que é possível reaproveitar o material do ano passado de uma maneira bem criativa.

Tão difícil quanto se movimentar nas lojas que vendem material escolar é fazer as compras com economia. E tem que pesquisar mesmo. Um levantamento feito pelo Procon em São Paulo mostrou uma diferença de 258% em alguns produtos. Um apontador, por exemplo, custava R$ 0,53 em uma papelaria e R$ 1,90 em outra.

Em Belo Horizonte, uma mesma pasta com elástico sem alça custa R$ 2 ou R$ 8,90 em diferentes pontos de venda. Uma diferença de 345%. O preço de um pacote de 500 folhas de papel sulfite em Brasília varia entre R$ 9,38 e R$ 12,90. Uma diferença de 72,71%. Um mesmo fichário em Manaus é vendido por R$ 15 em uma loja e R$ 35 na outra, diferença de 233%.

É possível economizar também de outras formas. A artesã Edna Zerbeto mostra para algumas mães como reaproveitar o material escolar que sobrou do ano passado. O lápis ficou de cara nova quando foi pintado com as tintas que sobraram.

E aquela borracha velhinha pode ser limpa com álcool. Cadernos com páginas que não foram usadas podem ser reaproveitados. A artesã ensina a personalizar o caderno com uma capa, usando adesivos, figuras de revistas.

“As crianças compulsivas querem material novo todo momento. Mas a responsabilidade ensina que ele deve ser aproveitado e que descarte deve ser controlado”, lembra Edna Zerbeto.


Link do texto:

Saiba como reaproveitar material escolar usado no ano passado
http://www.gp1.com.br/noticias/saiba-como-reaproveitar-material-escolar-usado-no-ano-passado-230754.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.

Comentários Ver todos os comentários (0)