Polícia

SASC suspeita que socioeducadores facilitaram fuga no CEM

A última fuga no CEM aconteceu há 14 dias, e há menos de um mês um adolescente que cumpria medida socioeducativa no local, foi assassinado por perfurações com ferros pontiagudos e asfixia.

PRISCILA CALDAS

- atualizado
  • Foto: GP1Centro Educacional Masculino (CEM)Centro Educacional Masculino (CEM)

Na madrugada desta sexta-feira (25), oito adolescentes, que cumprem medidas socioeducativas no Centro Educacional Masculino (CEM), fugiram do local. Em nota, a Secretaria da Assistência Social e Cidadania (SASC) comunicou a suspeita de que socioeducadores plantonistas facilitaram a fuga dos menores de idade e ressaltou que o caso será investigado.

A última fuga no CEM aconteceu há 14 dias, e há menos de um mês um adolescente que cumpria medida socioeducativa no local, foi assassinado por perfurações com ferros pontiagudos e asfixia, arrancados da estrutura do local.

Confira a nota na íntegra 

A Secretaria da Assistência Social e Cidadania (SASC) informa que oito adolescentes que cumprem medidas Socioeducativas no Centro Educacional Masculino (CEM), fugiram do local. Os menores estavam alojados na Ala “E”, e conseguiram fugir, serrando a grade da cela e escalando o muro na madrugada desta sexta-feira (25). 

A Sasc informa que houve facilitação da fuga por parte de socioeducadores que estariam de plantão no momento. E que o órgão está tomando as medidas necessárias para a punição e demissão dos envolvidos. 

A secretaria reintegra que o Centro Educacional Masculino não é um presidio de segurança máxima, e que o mesmo atende as especificações exigidas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), onde nas dependências internas, não é permitido policiamento armado. Já na área externa do Centro, existem policiais militares, mas das sete guaritas de segurança, apenas uma, contem policiais.

Desde o começo da semana, o setor administrativo da Diretoria de Unidade de Atendimento Socioeducativo, que funcionava na sede da secretaria, passou a funcionar integralmente no CEM, e a Sasc está disponibilizando a aquisição de câmeras de monitoramento e acompanhamento, além do remanejamento de socioeducadores de outras unidades para o CEM. 

Na segunda-feira (22), foi lançado e publicado edital de licitação para reforma do Centro, com prazo de trinta dias para escolha da empresa que irá executar a obra, orçada em cerca de R$ 1,7 milhões.    


Link do texto:

SASC suspeita que socioeducadores facilitaram fuga no CEM
http://www.gp1.com.br/noticias/sasc-suspeita-que-socioeducadores-facilitaram-fuga-no-cem-404956.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.