Piauí - Picos

Secretaria de Saúde esclarece falta de ambulância em Picos

“Nós nunca deixamos de encaminhar para Teresina um paciente que necessitasse de auxílio. Quando nossas ambulâncias param, nós buscamos outros municípios", diz um trecho da nota.

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

A Coordenação de Comunicação da Prefeitura de Picos enviou ao GP1 um direito de resposta sobre a matéria intitulada, “Prefeitura de Picos é acusada de negar ambulância para paciente”, publicada nessa segunda-feira (17) e esclareceu que o município possui duas ambulâncias, uma para viagens a Teresina e outra para circulação em Picos, no entanto, os veículos estão parados por problemas mecânicos, impossibilitando o transporte do bebê recém-nascido.

Confira a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento

Em virtude da divulgação de informações não condizentes com a veracidade dos fatos, a Secretaria Municipal de Saúde de Picos esclarece que o município conta com duas ambulâncias, uma para viagens a Teresina e outra para circulação em Picos. Ambas estão paradas por problemas mecânicos. Uma delas foi consertada há pouco mais de 15 dias, mas voltou a ter problema.

Segundo a secretária Socorro Carvalho, a declaração do vereador Afonsinho, de que ele a teria procurado e não encontrado, não procede, pois a mesma encontrava-se em sua residência e não recebeu visita e nem ligação do vereador supracitado.

Ela informa ainda que o município abasteceu duas ambulâncias no referido sábado (15), uma a pedido do vereador Afonsinho e outra a pedido da vereadora Valdivia, ambos procuraram Pedro Neto, chefe de transporte.

“Nós nunca deixamos de encaminhar para Teresina um paciente que necessitasse de auxílio. Quando nossas ambulâncias param, nós buscamos outros municípios, assim como outros municípios buscam a nossa ajuda quando precisam. Tão logo tomei conhecimento dos fatos procurei saber da situação e fui informada de que havíamos feito os abastecimentos das duas ambulâncias para encaminhar os pacientes à Teresina. Contudo, temos apenas 4 meses de gestão e estamos nos ajustando”, declarou a secretária.

O município já deu a contrapartida de R$ 60 mil reais no convênio com o governo do estado onde serão adquiridos uma nova ambulância e uma van, restando agora somente a participação do estado. A secretária acredita que até o final de maio a entrega deve ocorrer.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB