Política

Sérgio Moro intima Eduardo Cunha e dá 10 dias para defesa prévia

Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Bênin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

DEISE KESSLER

Nesta segunda-feira (17), o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, intimou o deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – réu na Lava Jato. Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Bênin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

A defesa de Eduardo Cunha tem apenas 10 dias, a partir do recebimento desta intimação, para protocolar a defesa prévia. Na quinta-feira (13), Moro retomou o processo que corria no Supremo Tribunal Federal (STF). Como o STF já havia aceitado a denúncia, Moro apenas vai continuar o julgamento do caso, a partir de onde o processo parou na Suprema Corte.

  • Foto: Mateus Bonomi/Futura Press/Estadão ConteúdoEduardo Cunha Eduardo Cunha

De acordo com o G1, a partir de agora, toda a ação penal contra o ex-deputado deverá correr nos trâmites normais do Judiciário para qualquer cidadão, ou seja, o julgamento contra Cunha poderá passar por todas as instâncias até que seja definida uma condenação.

A esposa de Cunha, Cláudia Cruz, já responde por lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Justiça Federal do Paraná. Segundo as investigações, ela foi favorecida por meio de contas na Suiça e teria recebido cerca de US$ 1,5 milhão do seu marido.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Sérgio Moro intima Eduardo Cunha e dá 10 dias para defesa prévia
http://www.gp1.com.br/noticias/sergio-moro-intima-eduardo-cunha-e-da-10-dias-para-defesa-previa-402971.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.