Piauí - Teresina

Sessão especial marca comemorações dos 118 anos do TCE-PI

A solenidade foi conduzida pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Olavo Rebelo.

- atualizado

Com sessão solene especial e entrega da Medalha Colar do Mérito a 14 personalidades, o Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) comemorou nesta segunda-feira (28) os 118 anos de sua existência. A solenidade ocorreu no auditório do TCE-PI, conduzida pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Olavo Rebelo, e presença de todos os conselheiros, servidores, autoridades do Poder Judiciário, Executivo e Legislativo e familiares dos homenageados.

A programação incluiu a execução do Hino do Piauí, pelo violonista Assis Bezerra e o cantor Gomes Brasil, e saudação dos agraciados pelos repentistas Jota e Jotinha. O conselheiro Luciano Nunes, decano do TCE-PI, saudou os homenageados. “É uma forma de demonstrarmos o respeito e a admiração que temos pelo trabalho de vocês, pelo que fazem pelo engrandecimento do Estado e das categorias que representam (...) e também um agradecimento pela parceria e contribuição ao controle externo”, disse o conselheiro.

  • Foto: Divulgação/AscomAniversário do TCE PiauíAniversário do TCE Piauí

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins e a auditora de Controle Externo Lucieni Pereira da Silva, do Tribunal de Contas da União (TCU), agradeceram a medalha em nome dos homenageados. O presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, disse que a homenagem é um reconhecimento e agradecimento às pessoas que ajudam o controle externo no trabalho de combate à má gestão e na promoção da administração correta e justa. Destacou que neste momento, em que o país, atravessa uma grave crise ética e moral, aumenta a responsabilidade e a importância do papel dos órgãos de controle.

Criado e instalado em 1893, no Governo de Coriolano de Carvalho e Silva, o TCE-PI é o mais antigo dos Tribunais de Contas dos estados brasileiros. Foi extinto na Revolução de 1930 e recriado por força do decreto-lei nº 1.200, de 24 de maio de 1946, após o fim da Ditadura do Estado Novo, no 1º Governo de Getúlio Vargas.

HOMENAGEM – Além de Sebastião Ribeiro Martins e Lucieni Pereira, também receberam a Medalha Colar do Mérito o juiz Max Paulo Soares de Alcântara; o contador Joaquim Pio Mendes Vieira Neto, a empresária Cristina Maria Miranda de Sousa, o engenheiro Francisco Gerardo da Silva, ex-prefeito de Teresina; o procurador-geral de Justiça do Estado, Cleandro Moura, e a procuradora de Justiça Rosângela de Fátima Loureiro Mendes; o deputado estadual Wilson Nunes Brandão, o médico Gilberto Albuquerque, o reitor da Universidade Federal do Piauí, José Arimatéia Dantas Lopes e Patrício Piauiense Soares de Araújo, servidor do TCE-PI; o filósofo e teólogo Johannes Skorzak e o promotor de Justiça Rômulo Paulo Cordão.

MAIS NA WEB