Política

Silas diz que Norberto e Sigifroi foram simpáticos a convite

"Recebi uma sinalização positiva dos dois. Doutor Norberto muito ético só tratará do assunto depois que deixar o CNJ”, disse o parlamentar federal.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O deputado federal piauiense Silas Freire, presidente do Podemos no Piauí comentou, disse nesta quinta-feira (31) durante entrevista ao GP1, o convite feito por ele ao conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) Norberto Campelo para ingressar no partido e ser uma alternativa para o Governo do Piauí nas eleições de 2018.

O parlamentar explicou que esses convites fazem parte de uma dinâmica do partido para “trazer os bons para a política”. “Fiz o convite ao doutor Norberto e ao doutor Sigifroi. Faz parte de um movimento de trazer os bons para política, elaborar um projeto para o Estado e para o país. Recebi uma sinalização positiva dos dois. Doutor Norberto muito ético só tratará do assunto depois que deixar o CNJ”, disse o parlamentar federal.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Silas FreireSilas Freire

Silas Freire foi cauteloso ao falar em cargos, embora o próprio Norberto já tenha admitido a disponibilidade de concorrer ao Palácio de Karnak. “Ele [Norberto Campelo] não me autorizou falar em candidatura, mas qualquer cargo que ele postular seria bom para o Piauí e para o Podemos.”

Quanto a nomes que podem ingressar no Podemos, Silas preferiu não declinar. “Nós ainda aguardamos outros nomes dentro desse conceito do novo. Eles não me autorizaram, mas podemos ter desde lideranças na área jurídica nacional a empresários de destaque do nosso estado. Depois que formarmos esse time vamos trabalhar um projeto eleitoral. Mas o importante é o movimento de trazer os bons para política”, frisou o deputado.

Encontro

Norberto Campelo e o também advogado Sigifroi Moreno, ex-presidente da OAB Piauí, e o advogado Marcus Vinicius Furtado Coêlho, presidente nacional da Ordem, almoçaram com o senador e presidenciável Álvaro Dias (Podemos), na última terça-feira (29), em Brasília. Na oportunidade os dois foram convidados pelo senador para disputar as eleições majoritárias. Norberto como candidato a governador e Sigifroi para o Senado Federal.

“Eu não descartei por um motivo: é que eu acho que nesse momento é dever de todos nós incentivar uma participação maior das pessoas na política. Nós vivemos um momento muito difícil no país, uma crise ética, moral e econômica muito grande e as pessoas precisam discutir isso, precisam participar. Eu achei que seria conveniente pelo menos ouvir”, disse o conselheiro do CNJ ao GP1.


MAIS NA WEB