Piauí - Teresina

Sílvio Mendes diz que o Brasil é "dirigido por quadrilhas"

“É preciso pensar no futuro das pessoas, do país. É preciso que as instituições reajam. A gente não pode perder a esperança", disse ele.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina e ex-prefeito da Capital, Sílvio Mendes (PP) disse, durante entrevista ao GP1, que o Brasil está sendo dirigido por quadrilhas e alertou que é preciso manter a esperança diante da grave crise que o país atravessa.

“É preciso pensar no futuro das pessoas, do país. É preciso que as instituições reajam. A gente não pode perder a esperança. O Brasil é dirigido, tanto no setor privado como na gestão pública, por quadrilhas e isso não pode continuar.”

  • Foto: Thais Guimarães/GP1Sílvio MendesSílvio Mendes

Sílvio disse ainda que o caminho para sair desse engodo é escolher pessoas que tenham comprometimento para cuidar do que é de todos. “Temos que encontrar homens e mulheres sérios que tenham compromisso com o povo. É preciso escolher quem vai cuidar melhor do que é de todo mundo”, alertou.

O ex-prefeito ainda voltou a dizer que não vai se colocar como alternativa para as eleições de 2018. “Eu já me ofereci uma vez e o povo não quis, por isso, não me ofereço de novo”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB