Piauí - Teresina

Sobe para 30 o número de presos na Operação Vigiles

A informação foi confirmada ao GP1 pelo delegado Kleidson Ferreira, neste domingo (20).

RAYANE TRAJANO E ANDREIA SOARES

- atualizado

O delegado presidente do inquérito que investiga fraude no Concurso de Bombeiros do Piauí, Kleidson Ferreira, informou ao GP1neste domingo (20) que três dos nove foragidos envolvidos no esquema criminoso já estão presos. Gabriel Alves foi preso na sexta-feira (18) e Francisco Laylson e Jackeline Alves Brandão se entregaram à polícia. Ambos eram alunos do curso de formação, iniciado em abril deste ano.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilGabriel, preso na sexta-feira, Laylson e Jacquelyne que se entregaram à políciaGabriel, preso na sexta-feira, Laylson e Jacquelyne que se entregaram à polícia

O inquérito deve ser finalizado até a sexta-feira (26), de acordo com o delegado. “O Gabriel foi preso na sexta-feira, um dia depois da operação. Essas outras duas pessoas se entregaram à polícia e o próximo passo agora é prosseguir com as investigações, finalizar o inquérito no dia 26, e apresentar ao Ministério Público”, pontuou. 

A Operação Vigiles foi deflagrada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), na manhã da última quinta-feira (17), quando 27 pessoas foram presas, entre eles, o advogado Evilásio Cortez, que foi detido pela terceira vez por fraude em concursos públicos no Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Kleidson FerreiraDelegado Kleidson Ferreira

Das 36 pessoas apontadas como participantes do esquema, 30 já estavam participando do curso de formação de soldados. Ao todo, foram expedidos 36 mandados de prisões, além de 71 mandados de buscas e apreensões e 35 mandados de conduções coercitivas. A operação se desencadeou após informações obtidas durante as investigações de fraude no concurso do Tribunal de Justiçado Piauí, em março deste ano.

Mais conteúdo sobre: