PI - Teresina

Strans faz fusão de duas linhas de ônibus da zona sul de Teresina

As linhas 004 - IAPC/Cristo Rei e 516 - Lourival Parente/Morada Nova/Shopping/São João, que servem à população da zona sul Teresina serão fundidas na próxima segunda-feira (31).

LUCAS MARREIROS

- atualizado

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) anunciou, nesta segunda-feira (24), que vai fundir as linhas 004 -IAPC/Cristo Rei e 516 - Lourival Parente/Morada Nova/Shopping/São João, que servem à população da zona sul Teresina. A modificação começa a valer na próxima segunda-feira (31).

De acordo com a Strans, a medida é um ajuste para que o serviço tenha mais agilidade e visa otimizar o transporte público para os usuários da região. “Todos os dias acompanhamos relatórios que mostram a situação do transporte público na nossa cidade e vamos fazendo as mudanças necessárias para oferecer um serviço mais eficaz", explicou o diretor de Transportes Públicos da Strans, Francisco Nogueira.

A Strans explica que em alguns casos o sistema tem muito ônibus para a demanda e em outros locais muita demanda para poucos ônibus, por isso os ajuste precisam ser feitos regularmente. Que constantemente são feitas pesquisas dos horários e da demanda em toda as linhas e é a partir desses dados que são implantadas as mudanças.

“Estamos sempre monitorando o serviço. Recebemos reclamações, fazemos a análise e tomamos providências para resolver todos esses problemas. Toda vez que fazemos mudanças recebemos reclamações, mas os ajustes são feitos para beneficiar uma maior quantidade de pessoas possível”, afirmou Francisco Nogueira.

O funcionário público Carlos Sousa, que utiliza a linha diariamente, não aprovou a fusão. "Acho um absurdo fazerem uma mudança dessas sem ouvir e, pior ainda, sem comunicar a população antecipadamente. O serviço, que já é ruim, só tende a piorar. Pessoas que vão para a APAE, CEIR, Maternidade Evangelina Rosa, Hospital da Polícia usam bastante o IAPC. Essa fusão significa que os ônibus vão demorar mais a passar, ou seja, mais tempo de espera. Se querem mais usuários nos ônibus, estão fazendo isso da forma errada", desabafou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB