Piauí - Teresina

Strans garante reforço na fiscalização a transportes clandestinos

O encaminhamento saiu de uma reunião com taxistas, onde a categoria também decidiu por suspender o transporte de passageiros cobrando o valor de R$ 3,30, como forma de protesto.

THAIS GUIMARÃES E RAFAEL GALVÃO

- atualizado

Por volta das 11h30 desta terça-feira (16), teve fim uma reunião entre taxistas e a Superintendência de Transporte e Trânsito de Teresina (Strans). Após um tumulto que aconteceu em frente ao prédio da Strans, o presidente da cooperativa de taxistas, Pedro Ferreira, acompanhado de mais sete taxistas e um advogado, foi recebido por uma equipe da superintendência de transporte. Como encaminhamento, a Strans garantiu a intensificação na fiscalização a fim de apreender veículos que fazem transportes considerados clandestinos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Reunião da sede da Strans em TeresinaReunião da sede da Strans em Teresina

O presidente da cooperativa informou a equipe do GP1 que uma reunião com o prefeito Firmino Filho ficou marcada para próxima semana. “Ficou decidido na reunião que a Prefeitura de Teresina vai intensificar a fiscalização. A partir de hoje a Strans vai apreender carros irregulares. Temos uma reunião com prefeito Firmino Filho na próxima semana, para tentar resolver essa situação entre taxistas e motoristas de Uber”, disse Pedro. Ele falou ainda que foi suspenso a cobrança de 3,30 nas corridas como forma de protesto. “Com essa reunião de hoje a categoria suspendeu a manifestação e não vai mais acontecer as corridas de lotação, que transportariam passageiros no valor de R$ 3,30. Confiamos na prefeitura”, comentou Ferreira. Ferreira repudiou qualquer tipo de hostilização por parte dos taxistas. “Isso é desagradável, os nervos estão a flor da pele, inclusive funcionários da prefeitura dizendo que são Uber. Sobre as ameaças à imprensa, as cooperativas vão tomar as devidas providências, vamos suspender ou até mesmo afastar os envolvidos, pois não aceitamos esse tipo de intimidação, já que a imprensa tem ajudado tanto a gente”, concluiu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Pedro FerreiraPedro Ferreira

De acordo com o Superintendente de trânsito, Carlos Daniel, agentes da Strans irão trabalhar em horários especiais para aumentar a fiscalização. “Vamos aumentar o rigor na fiscalização nos próximos dias, tanto Ubers, vans, taxistas clandestinos, todos que não são regulamentados pela prefeitura. Vamos estender os horários de fiscalizações, aumentar o número de equipes nas ruas, a população precisa entender que é preciso regulamentar qualquer transporte público na cidade de Teresina. Representantes do aplicativo precisam aparecer nas audiências públicas da cidade, mas até hoje ninguém apareceu para discutir essa legalização”, revelou Carlos Daniel.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Superintendente da Strans, Carlos DanielSuperintendente da Strans, Carlos Daniel

Manifestação

A categoria saiu em carreata na manhã de hoje do bairro Monte de Castelo e seguiram para a sede da Strans, localizada na Avenida Pedro Freitas, zona sul de Teresina. Com os ânimos exaltados, alguns taxistas chegaram a intimidar equipes de reportagens, mas foram contidos por Pedro Ferreira.