Política

Temer e Gilmar se unem contra STF para manter mandato de Aécio

O ministro Gilmar Medes foi contra a suspensão do mandato de Aécio e afirmou que a decisão não tinha respaldo da Constituição.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O presidente Michel Temer (PMDB), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e membros do Partido dos Trabalhadores (PT) estão atuando com o objetivo de confrontar e tentar derrubar a decisão do STF de suspender o mandato de senador de Aécio Neves (PSDB), que é acusado de usar o seu mandato para a atrapalhar as investigações da Lava Jato.

Segundo informações do O Globo, nessa união inusitada eles pretendem questionar a atuação do STF. O Partido dos Trabalhadores chegou a divulgar uma nota onde faz críticas ao tucano Aécio Neves, mas instiga o Senado a confrontar a decisão do Supremo.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

“Não existe a figura do afastamento do mandato por determinação judicial. A decisão de ontem é mais um sintoma da hipertrofia do Judiciário, que vem se estabelecendo como um Poder acima dos demais e, em alguns casos, até mesmo acima da constituição. O Senado Federal precisa repelir essa violação de sua autonomia, sob pena de fragilizar ainda mais as instituições oriundas do voto popular”, afirmou a nota divulgada pelo PT.

Já o ministro Gilmar Medes foi contra a suspensão do mandato de Aécio e afirmou que a decisão não tinha respaldo da Constituição. “Eu tenho a impressão de que a Primeira Turma decidiu pela prisão, o que não tem respaldo na Constituição. O Senado tem que deliberar sobre isso", disse Gilmar, acrescentando que é preciso "evitar o populismo constitucional, institucional. Devemos nos balizar pela Constituição. Quando começamos a reescrever a Constituição, é preocupante”.

No caso de Michel Temer não foi feita nenhuma declaração pública sobre o assunto, mas jornal O Globo afirmou que ele conversou com o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) para que seja feita uma operação para tentar manter o mandato do tucano.