Política

Temer promulga compromisso do Brasil no Acordo de Paris

Entre os compromissos firmados pelo Brasil está a redução de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005 até 2025.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Durante cerimônia em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (05), o presidente Michel Temer promulgou o compromisso do Brasil com o Acordo de Paris sobre mudanças climáticas. Em setembro de 2016, o documento havia sido homologado por Temer e agora, tem força de lei no Brasil.

A redução de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005 até 2025 e o aumento na participação da bioenergia sustentável na matriz energética para aproximadamente 18%, em 2030, estão entre os compromissos assumidos pelo país.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoPresidente Michel TemerPresidente Michel Temer

"Planeta tem um só e não haverá segunda chance. Por isso, o esforço para protegê-lo deve ser global. Assumimos metas ambiciosas e factíveis e vamos cumpri-las. Estaremos à altura da responsabilidade que assumimos diante do acordo", declarou o presidente após assinar o documento.

De acordo com o G1, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, reiterou a preocupação com a saída dos Estados Unidos do acordo na semana passada, anunciada pelo presidente americano Donald Trump. Para Trump, o acordo põe o país norte-americano em desvantagem e beneficia outros países.

Veja os principais pontos do acordo de Paris:

.Países devem trabalhar para que aquecimento fique muito abaixo de 2ºC, buscando limitá-lo a 1,5ºC

.Países ricos devem garantir financiamento de US$ 100 bilhões por ano

.Não há menção à porcentagem de corte de emissão de gases-estufa necessária

.Texto não determina quando emissões precisam parar de subir

.Acordo deve ser revisto a cada 5 anos