Política

Temer volta a São Paulo após prisão de Rocha Loures

O retorno do presidente a São Paulo é para discutir a crise política com seus principais conselheiros e familiares, entre eles Antonio Claudio Mariz, advogado e amigo.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Após a prisão do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, na manhã deste sábado (03), o presidente Michel Temer decidiu voltar para São Paulo. Temer deixou Brasília no meio da manhã e o desembarque no aeroporto de Congonhas estava previsto para antes das 12h.

O presidente não tinha compromissos oficiais para este sábado. Temer esteve reunido nessa sexta-feira (02), com ogovernador Geraldo Alckmin, em São Paulo,e havia retornado para Brasília na madrugada.

O retorno do presidente a São Paulo, segundo o blog da jornalista Andreia Sadi, no G1,é para discutir a crise política com seus principais conselheiros e familiares, entre eles Antonio Claudio Mariz, advogado e amigo.

  • Foto: DivulgaçãoRodrigo Rocha Loures e Michel TemerRodrigo Rocha Loures e Michel Temer

Mesmo que a possiblidade de delação por parte de Rocha Loures tenha sido descartada por seu advogado, o Palácio do Planalto já trabalha com o cenário de acordo rápido após a prisão. A avaliação é de que Loures não tem perfil de resistir por muito tempo dentro da cadeia.

A PF flagrou Rocha Loures recebendo uma mala com R$ 500 milem São Paulo, e segundo delações de executivos da JBS no âmbito da Lava Jato, seriam dinheiro de propina.

Junto com Temer, o ex-deputado é suspeito de organização criminosa, corrupção passiva e obstrução de Justiça. Segundo as investigações, Rocha Loures seria "homem de confiança" do presidente no relacionamento com empresas e recebimento de propinas. Os dois são suspeitos de organização criminosa, corrupção passiva e obstrução de Justiça.

MAIS NA WEB