Piauí - Teresina

TJ-PI empossa juíza Lígia Sampaio para 2ª Vara Cível de Teresina

A solenidade foi comandada pelo presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador José James.

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

Juíza Lígia Sampaio toma posse para a 2ª Vara Cível de Teresina

Tomou posse, nesta segunda-feira (10), para a 2ª Vara Cível de Teresina, a juíza Lígia Sampaio, que era titular da Comarca de Beneditinos, na região Norte do Piauí. A solenidade foi comandada pelo presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador José James.

O desembargador disse que será um novo desafio na carreira de Lígia Sampaio, mas que certamente será atingido com êxito, tendo em vista a experiência adquirida ao longo de mais de 20 anos na magistratura piauiense.

“Chegar à Capital como magistrada é um sonho e é também como um desbravar de algo novo. Certamente, os desafios são enormes, mas alcançáveis. Nesta caminhada árdua que a doutora Lígia vai percorrer, cito aqui uma reflexão sobre a oração e o trabalho. Ambos são fundamentais para atingirmos nossos objetivos. A oração é o contato com Deus que tranquiliza a alma, e o trabalho é o fazer, é o realizar, juntos, completam o ser humano e o torna mais eficaz. Desejamos votos de felicidades em que seja bem vinda à 2ª Vara Cível desta Capital”, explanou o desembargador José James.

O Corregedor Geral de Justiça, desembargador Ricardo Gentil Eulálio Dantas, parabenizou a juíza Lígia Sampaio e destacou que a 2ª Vara Cível, onde a juíza vai atuar, tem um histórico de cobranças em virtude da morosidade nos julgamentos. Ele solicitou que fosse feito um planejamento estratégico na unidade para que o serviço da justiça fosse melhor oferecido ao jurisdicionado.

“A 2ª Vara requer uma atenção especial e certamente será um grande desafio para a doutora Lígia. Sempre fomos muito cobrados em virtude do atraso na prestação jurisdicional lá. Entendo que será necessário um planejamento estratégico e o estabelecimento de metas para que a situação melhore. Mas certamente tudo isso já faz parte do modelo de trabalho da magistrada, que já tem mais de duas décadas de atuação. Como magistrados, temos que ser 100% dedicados, é quase um sacerdócio. E para o trabalho colocamos a Corregedoria à disposição nesta missão conjunta”, disse Ricardo Gentil.

Em seu discurso, a juíza Lígia Sampaio agradeceu a todos os presentes e bem emocionada evidenciou seu trabalho, que iniciou em União, passando por Miguel Alves, José de Freitas e Beneditinos, onde já trabalhava há 19 anos.

“Durante minha carreira procurei aplicar a lei de forma justa, conciliei muitas vezes e tratei a todos com isonomia, igualdade, do prefeito ao cidadão mais simples. Quanto aos desafios da 2ª Vara Cível, digo que estou preparada e farei de tudo para melhorar o trabalho naquela unidade judiciária. Agradeço também ao apoio que a Corregedoria está me dando, sei que vou precisar desta estrutura. E por fim, agradeço de modo especial, a meu esposo e meus filhos, que ao longo destes anos foram minha base e meu sustento. A todos, muito obrigado”, disse Lígia Sampaio.

A posse da juíza Lígia Sampaio se deu após aprovação de sua remoção pelo Pleno pelo critério de merecimento e foi prestigiada pelo esposo da magistrada, Benício Sampaio, pelo pai, Odanias Carvalho e pelos filhos, Aluísio Sampaio (vereador de Teresina), Alexandre Sampaio, Ana Beatriz e Ana Lígia.

Prestigiaram também a posse da magistrada os desembargadores Sebastião Ribeiro Martins, Haroldo Rehem, Raimundo Eufrásio, Pedro Macêdo, Raimundo Alencar, Fernando Mendes, Fernando Lopes, Otton Mário, Eulália Pinheiro, os juízes Paulo Roberto, Firmino Paulo, Maria Luíza, Antonio Oliveira (Juiz Auxiliar da Presidência), Thiago Brandão (Presidente da Amapi), servidores do TJ-PI, da Corregedoria e amigos de Lígia Sampaio.