Piauí - Teresina

Usuários denunciam falta de papel no cartório Dora Martins

Segundo Maria Ivonete, desde a segunda-feira (11) ela tenta emitir a certidão de óbito do marido, que faleceu no sábado (09), mas não consegue por falta de papel.

LUCAS MARREIROS

- atualizado

O GP1 recebeu, na tarde desta quarta-feira (13), denúncia de usuários sobre a falta de papel no cartório de 1º Ofício do Registro Civil das Pessoas Naturais, mais conhecido como Dora Martins, para emissão de certidões de casamento, óbito e nascimento.

Um dos denunciantes, Maria Ivonete, contou que desde a segunda-feira (11) ela tenta emitir a certidão de óbito do marido, que faleceu no sábado (09), mas não consegue devido a falta de papel.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Cartório Dora Martins  Cartório Dora Martins

“Eu fui na segunda-feira, na terça e hoje, quarta-feira, e só me dizem que não tem papel e que não tem previsão de quando vai ter. É uma situação difícil porque eu preciso da certidão para dar entradas em algumas coisas no INSS, no banco, e sem a certidão eu não consigo”, relatou.

Ainda de acordo com Ivonete, o prazo para expedição de certidão de óbito gratuitamente é de 15 dias e após isso a burocracia é maior. Ivonete contou ainda que eles trabalham como comerciantes e que a certidão de óbito é importante para que ela possa dar continuidade ao negócio.

Outro lado

Procurado pelo GP1, o cartório informou que um pedido de remessa com urgência foi feito no último dia 22 de agosto para empresa JS Gráfica, que é a única responsável pela impressão dos papéis, e que estava previsto para chegar na quarta-feira (6), mas segundo a empresa, houve um erro interno que atrasou o envio.

O cartório espera que os papéis cheguem até esta quinta-feira (14) para regularizar os atendimentos.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB