Economia e Negócios

Vendas para o Dia dos Namorados devem ter aumento de 5%

Entre os produtos mais procurados estão os artigos de vestuário.

- atualizado

Pesquisa realizada pelo SPC Brasil, aponta que apenas 9% da população brasileira pretende gastar mais com presentes do que em 2016 e 69% dos consumidores escolheram pagar à vista. O levantamento aponta ainda que o movimento será 5% melhor do que em 2016.

Segundo pesquisas da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), os homens costumam presentear mais. Cerca de 80% dos namorados presenteiam suas companheiras, enquanto 55% das mulheres têm o mesmo hábito.

A partir de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em toda as capitais, estima-se que aproximadamente 92 milhões de brasileiros devem presentar alguém neste 12 de Junho, o que deve injetar cerca de 11,5 bilhões de reais na economia.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Na véspera do Natal, comércio ainda apresenta movimentoNa véspera do Natal, comércio ainda apresenta movimento

Ainda que o número de pessoas interessadas em presentear alguém seja alto, a maior parte dos compradores não deve aumentar os gastos na comparação com o ano passado. Apenas 9% desses consumidores disseram que têm a intenção de gastar mais com os presentes. A maior parte (32%) planeja gastar a mesma quantia que em 2016, enquanto 24% pensam em diminuir. Os consumidores indecisos somam 16%.

Entre os produtos mais procurados, estão artigos de vestuário, seguido por perfumes e cosméticos, calçados, flores e chocolates.

Mais conteúdo sobre: