Mundo

Venezuela será suspensa do Mercosul a partir de dezembro

País latino não incorporou 112 resoluções do bloco à sua legislação.

NAYRANA MEIRELES

O ministro paraguaio das Relações Exteriores, Eladio Loizaga afirmou nesta segunda-feira (21), que a Venezuela será suspensa do Mercosul e ficará “sem voz” a partir de 1º de dezembro, por não incorporar 112 resoluções do bloco à legislação.

O chanceler afirmou que os representantes da Venezuela já anunciaram que não poderão assumir as resoluções porque entram em confronto com sua legislação interna.  "Isso não pode ser motivo para que não as incorporem. Quando se entra em um convênio ou acordo internacional e existe algum tipo de choque com a legislação interna se fazem reservas, e a Venezuela não fez reservas disso", explicou Loizaga.

  • Foto: DivulgaçãoNicolas MaduroNicolas Maduro

De acordo com informações do Estadão, o ministro informou que os coordenadores do Mercosul analisarão a situação Venezuela nesta terça-feira (22), em Motevidéu. "A Declaração dos Chanceleres havia fixado como data 1º de dezembro para revisar o informe a Venezuela cumpre com os requisitos estabelecidos", destacou.

"A análise será feita no âmbito do direito internacional e será tomada uma decisão, e a Venezuela teria de ser suspensa até completar esses acordos internacionais que tem de incorporar", reforçou. A Venezuela se tornou sócio pleno do bloco em junho de 2012, em decisão tomada pelos então presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, da Argentina, Cristina Kirchner, e do Uruguai, José Mujica.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Venezuela será suspensa do Mercosul a partir de dezembro
http://www.gp1.com.br/noticias/venezuela-sera-suspensa-do-mercosul-a-partir-de-dezembro-404781.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.