Mundo

Venezuela tem 39 mortes em atos contra Maduro desde abril

A atual onda de protestos na Venezuela começou no fim de março, quando o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) tentou tirar os poderes da Assembleia Nacional da Venezuela.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O Ministério Público da Venezuela informou que um jovem de 18 anos morreu nesta segunda-feira (15), durante uma manifestação no estado venezuelano de Táchira, o que eleva a 39 o número de óbitos decorrentes da atual onda de protestos contra o presidente Nicolás Maduro.

Em sua conta no Twitter, o Ministério Público disse que José Alviarez morreu na localidade de Palmira, sem detalhar as circunstâncias da morte. "Lamentamos profundamente a morte de venezuelanos durante estes acontecimentos e seguimos trabalhando para fazer justiça em todos os casos".

  • Foto: Fernando Llano/AP PhotoProtestos contra Maduro na VenezuelaProtestos contra Maduro na Venezuela

De acordo com informações do G1, William Galaviz, prefeito do município de Guasimos, onde está Palmira, revelou que o jovem foi baleado no tórax, sem dar mais detalhes. A atual onda de protestos na Venezuela começou no fim de março, quando o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) tentou tirar os poderes da Assembleia Nacional da Venezuela. Manifestantes, que acusam Maduro de ações anti-democráticas, têm tomado as ruas de várias cidades venezuelana. Enquanto isso, as forças armadas do país tentam manter o controle, o que tem resultado em mortes e detenções.

Mais conteúdo sobre: