Política

Vereador Deolindo Moura afirma que condenação de Lula foi golpe

“É o que já prevíamos e alertávamos desde o começo desse circo que eles armaram para nos derrotar", afirmou.

THAIS GUIMARÃES

- atualizado

“Um golpe dentro do golpe”. Foi assim que o vereador Deolindo Moura (PT) caracterizou a condenação do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em entrevista ao GP1 nessa quinta-feira (13), o parlamentar defendeu Lula e afirmou que o petista é inocente.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereador DeolindoVereador Deolindo

Para Deolindo, a decisão judicial, considerada por ele como absurda, foi motivada por questões políticas. “A primeira avaliação que temos de fazer é de que é um julgamento meramente político, quando a política é capaz de interferir diretamente no judiciário, e isso está se tornando cada vez mais comum, infelizmente”, declarou.

Deolindo apontou que há uma espécie de seletividade nos julgamentos. “Assistimos tudo de maneira perplexa, porque, se por um lado temos um inocente sendo condenado, por outro, temos vários com vastas provas sendo absolvidos, e isso é um absurdo. A gente observa que o Aécio Neves continua no Congresso como se nada tivesse acontecido”, destacou.

Segundo a avaliação do vereador, o objetivo da condenação é impedir que Lula se candidate à presidência da república em 2018. “É o que já prevíamos e alertávamos desde o começo desse circo que eles armaram para nos derrotar, um golpe dentro do golpe, uma forma de tentar fazer com que Lula não dispute a eleição, e uma eleição em 2018 sem o presidente Lula é uma formalidade do golpe”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB