Piauí

Vítimas de estupro poderão fazer denúncias pelo aplicativo Vazow

A campanha foi idealizada pela ice-governadora Margarete Coelho, em parceria com a Secretaria de Segurança.

ANDREIA SOARES

Considerando o elevado índice de casos de violência contra a mulher no Estado do Piauí, a vice-governadora Margarete Coelho, em parceria com a Secretaria de Segurança, lançaram na manhã desta terça-feira (22), em solenidade no Palácio de Karnak, a campanha “Acorda Cinderela”. Conforme um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou 45.460 casos de estupro em 2015, o que representa cinco ocorrências de violência sexual por hora.

  • Foto: Andreia Soares/ GP1Lançamento da CampanhaAcorda, CinderelaLançamento da CampanhaAcorda, Cinderela

O intuito da campanha é alertar as mulheres, por meio do aplicativo Vazow, quanto ao risco e a prevenção do estupro, além de orientações para vítimas do crime. “A campanha se deu por uma percepção em que mulheres vítimas de estupro, inclusive coletivos, estavam com sua resistência diminuída, ou por drogas, ou pelo Boa Noite Cinderela [sonífero], daí a alusão ao nome da campanha. A ideia é alertar as mulheres que gostam de sair, que saiam, se divirtam, bebam se gostarem de beber, mas que cuidem do seu copo, vejam a origem da bebida que estiverem consumindo e não recebam bebidas de pessoas que não conheçam ou não confiam, para que não sejam vítimas dessa violência”, explicou Margarete Coelho.

  • Foto: Andreia Soares/ GP1Margarete CoelhoMargarete Coelho

A vice-governadora ressaltou ainda que outro aplicativo está sendo elaborado pela Secretaria de Segurança, chamado “Salve Maria”, para que testemunhas possam denunciar casos de estupros. O secretário Fábio Abreu complementou que os aplicativos são de fáceis manuseio e contém o passo a passo de como agir em situações de risco. “Serão disponibilizados vídeos e cartilhas ilustrativas de como as mulheres podem ser abordadas, o modo como podem colocar algum tipo de sonífero na bebidas das mulheres e com isso acontecer os estupros. É mais uma campanha com relação a prevenção e orientação as mulheres vítimas desse crime”, afirmou.

  • Foto: Andreia Soares/ GP1Fábio AbreuFábio Abreu

Para a delegada Vilma, defensora das mulheres e da castração química contra estupradores, ela destacou que com esse aplicativo, a vítima poderá pedir socorro sem ir à delegacia. “O estupro é considerado por mim o pior crime contra a mulher, porque violenta a liberdade, o corpo, a carne e atinge a alma da mulher. O estupro deixa a mulher desarticulada, onde ela assume a culpa que não é dela, fica com vergonha de si mesma e muitas vezes não procura uma delegacia para denunciar. Com o aplicativo, ela vai poder contar o que aconteceu imediatamente. E estamos ali para acolher e buscar todas as informações do crime e do estuprador”, frisou.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Vítimas de estupro poderão fazer denúncias pelo aplicativo Vazow
http://www.gp1.com.br/noticias/vitimas-de-estupro-poderao-fazer-denuncias-pelo-aplicativo-vazow-404780.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.