Política

Wellington diz que seria uma honra ser candidato à presidência

Porém, o governador destacou que " o ex-presidente Lula tem todas as condições" e deve ser o candidato.

RAFAEL GALVÃO

- atualizado

O governador Wellington Dias comentou, na noite desta segunda-feira (05), a possibilidade de substituir Lula na disputa pela presidência do Brasil nas eleições de 2018. O nome do governador foi lembrado pelo ex-presidente nacional do PT, Rui Falcão, na semana passada.

“Eu tenho dito que o plano A e o plano B é o plano L, é o Lula, e não apenas por uma paixão, por ser do partido dele, mas eu acho que o país precisa hoje de um líder capaz de articular, de unir o Brasil, de reduzir essa política de ódio, de separatista que temos hoje no Brasil, porque nós temos um apartheid hoje que vai muito além dos partidos, precisa de alguém que tenha a capacidade de olhar para o Brasil inteiro, inclusive colocando o estado brasileiro com o compromisso maior com os que mais precisam”, declarou o governador.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Wellington DiasWellington Dias

Segundo Dias, outros partidos também possuem nomes que serão colocados na disputa, mas ele defende que o candidato seja Lula: “Primeiro porque o ex-presidente Lula não cometeu nenhum crime, eu que acompanho, conheço, ele é uma pessoa completamente desapegada a bens materiais, mora no mesmo lugar onde sempre morou, vive com a mesma rotina de vida que ele viveu sempre, os mesmos amigos, enfim é alguém que com certeza merece respeito e me doi muito ver alguém que praticamente doou a sua própria vida, se dedicou ao Brasil passar pelo que ele está passando, um verdadeiro massacre por uma disputa de poder”, afirmou.

Questionado se aceitaria o convite para disputar a presidência, Wellington respondeu: “Seria uma honra muito grande, ainda mais vindo do meu presidente [Rui Falcão], uma pessoa que teve papel importantíssimo na história do Brasil como presidente nacional de um dos partidos que é um dos maiores no Brasil e no mundo, ocorre que, graças a Deus, o ex-presidente Lula tem todas as condições, e eu acho que o Brasil não vai aceitar um segundo golpe, nós já tivemos situação em que se tirou do poder sem provas, uma pessoa [Dilma] honesta”.

“Entendo e compreendo que nós temos que encontrar um caminho para o Brasil, acho que Lula é uma das pessoas, na minha opinião, mais preparada para essa missão até pela experiência de presidente que vivenciou com sucesso que teve”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: