Piauí - Teresina

Wellington sanciona lei que dá nome do major Mayron a batalhão

O projeto de lei foi apresentado pelo deputado Gustavo Neiva, na Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi).

RAISA BRITO

- atualizado

O governador Wellington Dias sancionou lei nº 6.994, de 10 de julho, que denomina o 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí de “Major Mayron Moura Soares”. A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (11). O projeto de lei foi apresentado pelo deputado Gustavo Neiva, na Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi).

O major Mayron foi assassinado no dia 21 de março com um tiro no peito durante um assalto no bairro Todos os Santos, na zona sudeste de Teresina. Ele estava em um carro com seu filho, próximo a uma parada de ônibus, esperando a sua filha chegar. Quando desceu do carro foi abordado pelos bandidos e mesmo sem reagir foi assassinado. Os dois acusados pelo crime foram presos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Major MayronMajor Mayron

O crime ganhou muita repercussão, pois além de ser o comandante do 1º Batalhão, ele era muito querido pelos membros da polícia e pela imprensa, onde era conhecido pela sua cordialidade.

Para que o projeto fosse aprovado, o deputado presentou um extenso currículo do major, com sua atuação na Polícia Militar e na vida pessoal, onde ajudou a salvar vidas.

“Mayron dedicou a sua vida à família orientando-os, conduzindo-os e preparando–os para a vida. Pai presente, amigo verdadeiro, sincero, sempre buscou a verdade, a integridade e a transmissão de valores éticos, morais e de caráter irrefutável. Só temos a agradecer a Deus a presença de Mayron Moura Soares durante estes 44 anos em nossas vidas, pois o mesmo deixou um legado de bondade, simplicidade, humildade, amor, serenidade, sabedoria e sempre nos contagiando com a sua alegria”, destacou o deputado no pedido de aprovação da lei.

MAIS NA WEB