Piauí - Teresina

Ziza Carvalho alerta para o risco de queimadas no Piauí

Segundo ele, a umidade relativa do ar já atinge níveis considerados críticos, em torno de 20%.

ANDRÉ DOS SANTOS

O secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), Ziza Carvalho, comentou nesta quinta-feira (13) sobre o aumento e as causas das queimadas no Piauí. Segundo ele, um dos motivos é a baixa umidade relativa do ar, que já atinge níveis considerados críticos, em torno de 20%.

Esse fator, segundo ele, aliado às altas temperaturas, a ausência de chuvas e a ação humana contribuem para a incidência de incêndios. “Sobre as causas dos incêndios, acreditamos que boa parte dos focos são decorrentes da ação humana, seja na queima do lixo doméstico, seja o agricultor preparando a terra para o plantio, nos dois casos são queimadas ilegais”, disse Ziza Carvalho.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ziza CarvalhoZiza Carvalho

“Há os casos de queimadas que começam por focos de cigarros jogados no mato, provocados pelo homem. No Piauí, a área que apresenta maior incidência de focos é a do cerrado, especialmente nos municípios de Uruçuí e Baixa Grande do Ribeiro”, afirmou secretário.

O secretário enfatizou a importância da conscientização sobre o risco das queimadas. “Os incêndios, além de destruir matas e animais, destroem muitos investimentos dos populares, como imóveis e plantações. Por isso, deve-se ter conscientização das pessoas sobre os danos ambientais causados pelas queimadas não autorizadas. No entanto, é um trabalho bem difícil, porque a maioria não entende que estamos buscando proteger a vida”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: